Passeios

  • Indispensável levar um bom guia impresso, ou pelo menos um mapa do metrô com os principais pontos turísticos.


Dinheiro

» Dinheiro em espécie

Prós:

  • Aceitação garantida em qualquer estabelecimento.

Contras:

  • Conversão feita pela taxa mais cara.
  • Não é seguro portar somas maiores.

» Cartão VTM – Visa Travel Money

Prós:

  • É seguro contra assalto, furto ou perda.
  • Vantajoso quando a moeda carregada está com a cotação em alta.

Contras:

  • Câmbio usado para carregar o cartão é caro.
  • Desvantajoso quando a moeda carregada está com a cotação em queda.
  • Se ao término da viagem restar algum valor no cartão, ele é comprado pela operadora que o emitiu sob câmbio desfavorável para o usuário.
  • Há relatos de pessoas que usaram o VTM em estabelecimentos onde não foi necessário usar senha.
  • Recomendável fazer cotação entre as várias operadoras que emitem o cartão, pois cada uma cobra taxas com valores diferentes.

» Cartão de crédito internacional

Prós:

  • É seguro contra assalto, furto ou perda.
  • Vantajoso quando a moeda carregada está com a cotação em queda.
  • Valores são convertidos pelo câmbio comercial, mais barato.

Contras:

  • Incidência de impostos/taxas para uso no exterior. Dependendo da alíquota do IOF em vigência, pode sair mais caro que as outras opções.
  • Desvantajoso quando a moeda carregada está com a cotação em alta.

» Cartão de débito internacional

Prós:

  • É seguro contra assalto, furto ou perda.
  • Dependendo do valor do IOF cobrado no cartão de crédito, o débito pode ser uma boa alternativa.

Contras:

  • Incidência de impostos/taxas para uso no exterior. Para cada saque é cobrada uma tarifa adicional, ou seja, quanto menos saques fizer, e maior o valor de cada saque, melhor.

Em nossa viagem para a europa, escolhemos levar alguns euros em dinheiro para cobrir gastos pequenos, mais um cartão de crédito internacional para despesas maiores (IOF estava barato na época), e um cartão de débito internacional, apenas para um último caso de precisar de mais dinheiro por lá.

Telefone

  • Para fazer ligação à cobrar para o Brasil pode-se usar o Brasil Direto da Embratel. Disque 0800-99-0055, em seguida escolha a opção de atendimento em Inglês, Português ou Atendente. Depois siga as instruções. Para mais informações, procure por BrasilDireto no site da Embratel: www.embratel.com.br.
  • Para fazer ligação direta para o Brasil, disque 00, espere o sinal, depois disque 55, o código DDD sem o zero e o número do telefone. Exemplo de ligação para São Paulo: 00 55 (11)1234-5678.
  • É recomendável levar uma lista de telefones úteis, como banco, operadora de cartões de crédito/VTM, agência de turismo onde comprou o pacote ou empresa de aviação, e o telefone do consulado brasileiro no país de destino.


Idioma local

  • Se gostar e tiver facilidade com idiomas, estude algumas palavras no idioma local: dias da semana, meses, número de um a cem, “Por favor”, “Obrigado”, “Direita” , “Esquerda”, etc. Isto com certeza facilita o contato com as pessoas, a entender uma placa informativa na rua ou a grade de horários de visitação de algum local turístico.


Alfândega, Imigração, Documentos

  • Para providenciar o passaporte, o site da polícia federal tem todas as informações: http://www.dpf.gov.br/. Resumindo: você acessa o site (não tem outro jeito, só pelo site mesmo), e agenda uma data e hora para a entrevista. Na data e hora marcados, você leva os documentos exigidos. Eles tiram sua foto, coletam suas digitais, e marcam nova data e hora para você retirar o passaporte. Na época em que tiramos os nossos, o processo todo levava cerca de 3 meses.
  • Para evitar problemas ao entrar no país estrangeiro, recomenda-se levar, além do passaporte, comprovantes de que você dispõe de recursos financeiros suficientes para custear sua estadia pelo período previsto, como: extratos bancários, holerites, dinheiro em espécie, cartões de crédito, cheques de viagem ou equivalentes. Também se incluem na lista a reserva da passagem de volta, reserva de hotel ou carta de amigos com quem ficará hospedado contendo o endereço do local. Sem falar dos obrigatórios, dependendo da situação e do país, como visto, atestado de vacinação ou outros que possam ser exigidos.
  • Procure saber o que é permitido levar ou trazer ao Brasil. Esta informação pode ser encontrada no site da receita federal:
    http://www.receita.fazenda.gov.br/aduana/Viajantes/ViajanteChegBrasilSaber.htm
    http://www.receita.fazenda.gov.br/Aduana/Viajantes/DicaViajantes.htm